segunda-feira, 21 de abril de 2014

PLÁGIO


Boa noite pessoal!

Após quase 02 meses sem postar, estou de volta!
Primeiramente gostaria de esclarecer alguns detalhes:
Todo material postado nesse site quando não elaborado por mim, foi postado com seus devidos créditos.

Talvez muitos não sabem o que significa PLÁGIO e, por isso, estou aproveitando esse momento para esclarecer as possíveis dúvidas relacionadas a esse assunto!

"CONCEITO DE PLÁGIO
     Plágio não é somente a cópia fiel e não autorizada da obra de outra pessoa - seja ela artística, literária ou científica. É também, e mais comumente, a cópia "da essência criadora sob veste ou forma diferente" (pg. 65 JOA), isto é, a APROPRIAÇÃO INDEVIDA da produção de outrem mascarada por um modo distinto de escrever ou pela versão para outro idioma, entre várias possibilidades.

FORMAS DE PLÁGIO
     Segundo o professor Lécio Ramos, citado por Garschagen (2006), existem, pelo menos, três tipos de plágio:
  • Integral: cópia de um trabalho inteiro, sem citar a fonte.
  • Parcial: 'colagem' resultante da seleção de parágrafos ou frases de um ou diversos autores, sem menção às obras.
  • Conceitual: utilização da essência da obra do autor expressa de forma distinta da original."
Fonte: Disponível em : <http://www.puc-rio.br/sobrepuc/admin/vrac/plagio.html>


Ao elaborar tais materiais sempre me preocupei em fazer com que esses materiais chegassem até o máximo de alunos possível, de forma a auxiliar na aprendizagem significativa deles. Mas, tenho certeza que criar materiais não é tão simples e fácil como muitos pensam. Por isso e por outros motivos, sempre disponibilizei meus materiais e continuarei fazendo isso! Quem quiser utilizar tais materiais está autorizado, desde que respeitem os devidos créditos. Porém, não autorizo a cópia dos mesmos para benefícios próprios.

Peço desculpas aos profissionais que fazem uso adequado dos mesmos. Muitos têm a audácia de dizer: "Na natureza nada se cria, tudo se copia".
Eu vou além: Na natureza, QUEM não cria, copia! Porém copiar é plágio e PLÁGIO É CRIME!

"No Código Penal Brasileiro, em vigor, no Título que trata dos Crimes Contra a Propriedade Intelectual, nós nos deparamos com a previsão de crime de violação de direito autoral - artigo 184 - que traz o seguinte teor: Violar direito autoral: Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa. E os seus parágrafos 1º e 2º, consigam, respectivamente:

Parágrafo 1º: Se a violação consistir em reprodução, por qualquer meio, com intuito de lucro, de obra intelectual, no todo ou em parte, sem autorização expressa do autor ou de quem o represente, (...): Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa, (...).

Parágrafo 2º: Na mesma pena do parágrafo anterior incorre quem vende, expõe à venda, aluga, introduz no País, adquire, oculta, empresta, troca ou tem em depósito, com intuito de lucro, original ou cópia de obra intelectual, (...), produzidos ou reproduzidos com violação de direito autoral."

Fonte: Disponível em: <http://www.institutohipnologia.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=121:crime-de-plagio&catid=6&ltemid=18>


AGRADEÇO A TODOS PELA COMPREENSÃO!

Beijinhos

Ruanna Guido Fernandes

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Sequência Didática 6º ano





Um beijo a todos!

Ruanna Reis Guido Fernandes
Analista Pedagógico de Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu

Sequência Didática 7º ano



Bom trabalho!

Beijinhos,

Ruanna Reis Guido Fernandes
Analista Pedagógico de Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu

Sequências Didáticas 8º ano

Continuando os trabalhos....



Sugestão de sequência didática para 8º ano.
Espero que gostem!!!

Beijinhos,

Ruanna Reis Guido Fernandes
Analista Pedagógico de Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Filme: Quanto vale ou é por quilo?

O uso de vídeos em sala de aula

A prática de uso de filmes em sala de aula é tão antiga quanto os videoplayers e suas fitas. Talvez você seja um professor mais novo e tenha vivenciado somente a fase do DVD player e dos DVDs discs e agora do Blu-ray.
O fato é que muitos são os momentos em que os filmes “comerciais” aparecem como elementos pedagógicos no contexto escolar.
Porém, apesar de ser um “velho conhecido” de todos, ainda existem equívocos, tabus e muito desconhecimento acerca desta valiosa prática pedagógica.

Para ler mais, clique AQUI.

Como sugestão de trabalho, segue o roteiro de aula do filme "Quanto vale ou é por quilo?".


Espero que gostem!!!
Beijos

Ruanna Reis Guido Fernandes
Analista Pedagógico de Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu

Sequência Didática 9º ano

O que é uma sequência didática?

Conjunto de aulas planejadas para ensinar um determinado conteúdo sem que necessariamente tenha um produto final. Sua duração pode variar de dias a semanas e várias sequências podem ser trabalhadas durante o ano, de acordo com o planejado ou com as necessidades da classe. A sequência didática apresenta desafios cada vez maiores aos alunos, permitindo a construção do conhecimento.

Primeiro, é necessário efetuar um levantamento prévio dos conhecimentos dos alunos e a partir desse planejar uma série de aulas com desafios e/ou problemas, atividades diferenciadas, jogos, uso de diferentes linguagens e gêneros de textos e análise e reflexão. Gradativamente, deve-se aumentar a complexidade dos desafios e dos textos permitindo um aprofundamento do tema proposto.

Para auxiliá-los, segue sequência didática para 9º ano. Vale ressaltar que tal sequência foi trabalhado no II Encontro de Professores de Matemática da SRE de Caxambu em Junho de 2013.



SEQUÊNCIA DIDÁTICA: Teorema de pitágoras, semelhança de triângulos e polígonos.

Beijinhos

Ruanna Reis Guido Fernandes
Analista Pedagógico de Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Materiais de Arte - 6º ao 9º ano

Tendo em vista a grande necessidade de auxílio no conteúdo de Artes que alguns professores apresentam devido a falta de materiais, posto sugestões de plano de curso e avaliações diagnósticas tiradas do blog da Analista Marianna Cruz da SRE de Leopoldina.

Plano de Curso 6º ano
Plano de Curso 7º ano
Plano de Curso 8º ano
Plano de Curso 9º ano

Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica 7º ano
Avaliação diagnóstica 8º ano
Avaliação diagnóstica 9º ano

Além dessas, aproveito a oportunidade para postar as avaliações feitas pelo Analista Saulo Campos da SRE de Divinópolis. Assim, fica a critério do professor qual avaliação usar.

Avaliação diagnóstica 6º ano
Avaliação diagnóstica 7º ano
Avaliação diagnóstica 8º ano
Avaliação diagnóstica 9º ano


Parabéns aos colegas Marianna e Saulo pelo trabalho.

Espero que ajudem...

Beijinhos

RUANNA REIS GUIDO FERNANDES
Analista Pedagógico Matemática
Equipe PIP/CBC - SRE Caxambu